Google+ Followers

ESPECIAL: Criação de búfalos - Fazenda Babaçu (carnes e queijos)


No feriado de 15 de novembro, visitamos a fazenda Babaçu, da querida D. Leni e pudemos ver de perto a criação de búfalos. Poucas pessoas se aventuram nessa empreitada... isso é para gente valente! 







Logo que chegamos, fomos recebidos com um café da manhã maravilhoso.
Pão de queijo, ricota, leite, cafezinho, uma coalhada DI-VI-NA e patês diversos (tudo feito com leite de búfala). É incrível o sabor desse leite... bem leve e saboroso!


Fiquei viciada na coalhada - levíssima e sem acidez nenhuma!











Na Fazenda também é produzida plantas do tempo das vovós, de alto valor proteico, como: Ora Pro nobis, Taioba, almeirão roxo, mangarito, beldroega, serralha... Até a Embrapa está resgatando essas espécies. Veja no sitehttp://www.embrapa.br/kw_storage/keyword.2007-06-04.9574582965.
 
No almoço, degustamos uma alcatra de búfalo de-li-ci-o-sa (infelizmente não é comercializada ainda em larga escala, mas é uma carne com mais proteínas e menos colesterol que a de vaca) que D. Leni preparou com todo carinho para todos (umas 40 pessoas!!!).

 D. Leni, Laís, eu e a Débora nos aventurando na cozinha :))


Olha a cor dessa carne ao ser cozida!!!!

Depois de pronta - tive a honra de fazer o molho madeira com champignon para acompanhar!!!

Adeus qq tentativa de fazer dieta :))





E ainda por cima, tivemos uma oficina de queijos feitos com leite de búfalas...

Bezerrada linda!

Queijo parmesão de búfala (receita da Serra da canastra):
obs. vou tentar reproduzir a receita, vamos ver se está certo né D. Leni :))


1. Inicie aquecendo 12 litros de leite a 60º. Use um termômetro próprio:



Olha a d. Leni aí com toda simpatia mostrando o termômetro

2. Adicione 4 tampas do coagulante HA-LA com a mesma medida de água para fazer o leite coalhar




3. Tampe a panela e aguarde uns 30 min. o leite ficar durinho (consistente) e corte-o com uma faca grande em quadradinhos (na própria panela).








5. Ligue o fogo e vá mexendo bem enquanto aquece mais um pouco (15 min +-) até atingir a temperatura de 45º e ficar granuladinho.


6. Separe as vasilhas onde o queijo vai ficar. Vá peneirando a mistura anterior e aos poucos, vá colocando na vasilha de queijo ainda quente. Coloque um pouco de sal por cima para temperar.






7. Depois de algum tempo, vire o queijo, coloque mais uma pitada de sal e devolva-o para a vasilha até escorrer completamente. Deixe o queijo em temperatura ambiente até chegar o ponto de parmesão.























No final da oficina, ganhei um queijo cottage, feito com o restante do soro do preparo do queijo parmesão, que usei para fazer patês e molhos para saladas (dp vou postar essas receitas também).




Foi mesmo um dia inesquecível, alegre e divertido, cheio de boas surpresas! Quem não foi, perdeu!


Obrigada D. Leni e à família Cruz pelo carinho!


0 comentários:

Postar um comentário